in

Um país em seca

Um país em seca

Tenho andado deveras preocupada! Há zonas do pais que estão a passar por  uma seca extrema há já alguns meses e outras zonas que para lá caminham a passos largos, como o caso do conhecido Vale da Vilariça, Vila Flor. É uma zona de produção intensiva e em pleno inverno, uma das barragens (da burga) encontra-se quase vazia, já para não falar das ribeiras e pequenos ribeiros que se encontram secos. Com cada vez mais frequência, os animais como as raposas e os javalis estão a aproximar-se das aldeias, em busca de água e comida. Enquanto isso, os médios e grandes produtores começam a estar muito preocupados, fazendo contas à vida. Afinal quando chegar a altura da rega, se não houver água, o que poderão fazer? O que se faz sem água?  Se pelo menos, chovesse  três semanas seguidas e  enchesse a barragem, ainda haveria uma ínfima esperança, senão, como vai ser?  Correm o risco de perder parte das culturas.

É impressionante quando se olha para a serra, para o que resta de mancha florestal e consegue ver-se eucaliptos a secar, sim, eucaliptos a secar!

Por outro lado, apercebo-me de que as pessoas em geral, não tem ainda a noção do quanto este problema a todos afecta. Se não chover os produtos que conseguirem desenvolver-se vão encarecer exponencialmente. Por isso, digo e repito a todos aqueles que anseiam o verão, o bom tempo  e os dias solarengos, anseiem primeiro para que chova, chova bastante pelo país fora, pois todos precisamos e muito, dessa  chuva abençoada.

Esta primeira imagem mostra uma ribeira em Santa Comba da Vilariça num ano de inverno normal, ou seja, com um caudal fortíssimo (foto: Duarte Braz).

Já a segunda imagem, apesar de não se referir ao mesmo local,  mostra bem o que se passa actualmente.

A seca é de facto assustadora! E está a acontecer!!

(fonte da segunda imagem: Farrapos de Memória Blogspot)

Hoje nevou toda a tarde, será um bom presságio?

Sofia de Azevedo Teixeira

publicidade

Também gostaria de publicar o seu artigo de opinião no nosso site? Clique aqui.

Vote nesta opinião

Publicado por Sofia Teixeira

publicidade

Deixe uma resposta

publicidade
Os amigos (não) são para as ocasiões

Os amigos (não) são para as ocasiões

Abolição das taxas de rádio e televisão sob referendo na Suíça

Abolição das taxas de rádio e televisão sob referendo na Suíça