in

Papa Francisco manifesta vontade de mediar negociações de paz entre Ucrânia e Rússia

O Papa voltou a manifestar o desejo de que a guerra na Ucrânia chegue ao fim e reforçou que o Vaticano está disponível para fazer todo o possível para mediar o conflito.

“Tenho esperança. Não vamos desistir, a paz é possível. No entanto, todos se devem comprometer a desmilitarizar os corações…, para depois desativar e desarmar a violência. Devemos ser todos pacifistas. Devemos querer a paz, não apenas uma trégua, que pode servir apenas para se rearmarem. A paz verdadeira, que é fruto do diálogo”, disse Francisco ao jornal “La Stampa”.

“O Vaticano está pronto para fazer todo o possível para mediar e acabar com o conflito na Ucrânia”, referiu.

“Estamos constantemente atentos à evolução da situação (…). O secretário de Estado trabalha e trabalha bem, todos os dias, e está a avaliar qualquer hipótese e a valorizar cada abertura que possa conduzir a um verdadeiro cessar-fogo, a verdadeiras negociações. Enquanto isso, estamos comprometidos com o apoio humanitário ao povo da Ucrânia”.

Conseguirá o Papa acabar com o conflito na Ucrânia?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Internet rendida a texto de Luis Osório sobre Cristiano Ronaldo

Manchester United vai processar Cristiano Ronaldo. Jogador poderá ser banido do clube