in

Os tempos mudaram, mas muita gente não percebeu.

Temos que admitir que os tempos e as vontades de nós, seres humanos, estão a mudar. 

As prioridades mudaram, e hoje assentar e ter uma família, já não é o sonho da grande maioria dos jovens. 

E será isso mau? 

Eu acho que não, as pessoas estão a mudar, o tempo é de mudança, e isso não é um mau sinal. 

E porque é que vos venho aqui falar sobre estas mudanças de tempos e de vontades? 

Porque eu já sou de uma geração que a minha prioridade é ter um bom trabalho uma boa casa, poder viajar o mundo e conhecer outra culturas, dar-me a mim, a oportunidade de ser uma pessoas que pensa fora da caixa. 

Gostava e quero ter uma família, mas não para já. 

Mas a cada ano que passa e eu vou ficando mais “venha” as típicas perguntas e cobranças começam a chegar. 

“Para quando o casamento?”, “E os filhos? Não acham que está na altura?” “Olha que quanto mais tarde pior.” são alguns dos exemplos.

Agora não sei, mas será que sou só eu que me sinto incomodada sempre que oiço este tipo de coisas?

Hoje sou uma mulher independente que tem outros sonhos em frente desse grande projecto de vida que é construir uma família. E porque raio ficam todos escandalizados quando digo isto? 

A sociedade as vezes é tão chata e entope-nos de preconceitos e exigências que nem sei muito bem como lidar com elas. 

Por agora limito-me a dizer que ainda não está na hora, mas sei que é uma coisa que tem tendência a ser menos frequente e isso agrada me bastante.  

publicidade

Também gostaria de publicar o seu artigo de opinião no nosso site? Clique aqui.

Vote nesta opinião

Publicado por Inês Rocha

Por entre as palavras que escrevo podes conhecer um pouco mais de mim. Gosto de escrever sobre os mais variados temas e espero que acompanhes as minhas publicações aqui no Opinantes.

publicidade

Deixe uma resposta

publicidade

Já solucionaram o problema “Portugal Lixeira”? Classe governante com outros interesses?

Sou do Liverpool desde pequenino…