in

Obstetra do bebé sem rosto pode continuar a exercer

O obstetra Artur Carvalho, suspeito de negligência médica no caso do bebé sem rosto, só não está a exercer a profissão por decisão própria, diz o advogado Miguel Matias, à Lusa.

publicidade

“O médico (Artur Carvalho), neste momento, pode exercer a profissão. Não o está a fazer por decisão própria”, disse o advogado, acrescentando que a “suspensão preventiva do médico, por um período de seis meses, terminou no passado mês de abril”.

Para o advogado não existe qualquer impedimento legal para que o obstetra de Setúbal não possa exercer a sua profissão.

Sobre o processo judicial, na sequência de uma queixa da família do bebé, o advogado Miguel Matias afirma que o médico Artur Carvalho não recebeu qualquer notificação

“O meu cliente ainda não foi notificado de nenhum processo judicial. No caso do bebé de Setúbal, a única coisa que sei, através da comunicação social, é que o Ministério Público terá aberto um inquérito”.

“Eventualmente, o que pode estar a acontecer é o Ministério Público estar à espera de uma decisão final do processo disciplinar (instaurado pelo CDRS da Ordem dos Médicos), acrescentou Miguel Matias.

publicidade

Vote nesta opinião

Publicado por João Carlos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

“Está morrendo gente? Está! Lamento! Mas vai morrer muito mais se a economia ficar destroçada”

“Bruno Fernandes ainda tem de comer muita sopinha para chegar aos títulos”