in

O que não querem que se saiba sobre Pedrogão Grande

E Portugal acordou para mais um dia a “tapar o sol com a Peneira”

Meus caros a situação que se vive em Pedrógão esta longe de ser a relatada pelos canais de televisão, se por lado o fogo deu tréguas, neste momento a guerra que se vive é a base de politiquise, não me entendam mal, sei perfeitamente que a política lidera tudo e todos e se noutra situação eu olharia para o lado nesta meus caros não consigo, não consigo fingir que não vejo a carência a aumentar quando tem tudo para diminuir!

Já vamos com quase 15 dias desde o “fatídico dia em que Pedrógão ardeu” 15 dias de doações generosas se todos os portugueses e estrangeiros de todos os que se sensibilizaram com a situação dos que lá vivem, 15 dias de entregas e ajudas. Era de esperar que ao fim de 15 dias de doações e ajudas já se pudesse respirar de alívio e que já não houvesse ninguém com necessidades, no entanto não é isso que acontece!

Relatos de voluntários reais, que dão o corpo ao manifesto, bombeiros que ficam sem seguro porque o incêndio acabou e ficam por conta e risco o corpo, que muito lutam contra sistemas e burocracias que todos nós sabemos podem ser dispensáveis numa situação como está.

Até quando vamos andar assim?

Até quando iremos ser orientados e governados por um sistema que mete tudo na frente de quem o elegeu, até quando vão meter partidos e cores na frente da fome e do luto de quem perdeu tudo, de quem acordou com uma vida desfeita de quem acordou sem um filho, sem um neto, sem uma família inteira… conflitos entre a câmara e a Santa Casa pela disputa de lideranças, canadair que caiu quando afinal era uma caravana!?

Judite de Sousa faz um direto ao lado de uma vitima mortal, e pergunto essa vitima faz parte da estatística? Informações erradas, população revoltada, famílias só a agua há 8 dias, recusas do poder local em retirar donativos para as aldeias circundantes!?

E Portugal acorda a reclamar do “peido do Salvador Sobral”?? É isso que incomoda a sociedade? O rapaz queria soltar um “pum” já os governantes “cagam” dia após dia para todos nós e o alarido não é tão grande!

Agora vamos falar da onda da solidariedade, realmente enche me de orgulho ser português, quando vejo esta coisas, no entanto o orgulho começa a desvanecer quando vejo o dinheiro arrecadado a ir para cofres da santa casa , então mas o dinheiro não era para ser para as vítimas?? Se era que lhes seja entregue para que possam reconstruir as suas vidas da forma que querem!

Agora que falamos de vítimas vamos falar de números, até quando irão esconder o verdadeiro número de vítimas mortais? Até quando irão esconder o número real de feridos? Será que não há cruzamento de informação? A escala não é igual para todos!?

Senhores Governantes não estará a escapar números??? São mesmo 64??? Ou alguns morreram entretanto e ninguém viu porque anda tudo ocupado com a disputa de poder no local???

Vá lá meus caros vamos por uma vez em 15 dias começar a afinar e a falar de factos reais, a por as políticas de parte e a trabalhar no duro, mas quando eu digo trabalhar não é reuniões ou aparecerem de fato e gravata no terreno, quando me refiro a trabalhar falo em dias e dias ao sol a despejar carros e carrinhas a reorganizar roupas e a dar apoio aos que mais precisam, as vossas reuniões de pouco valem as gentes de Pedrógão, as vossas reuniões pouco fazem em comparação a um conjunto de voluntários que se mata diariamente em terreno para fazer o vosso papel, acordamos diariamente para fazer das tripas coração, para os organismos ditos competentes terem um horário fixo de trabalho!? Entram às 10h da manha!? Ora que bem!!!

Os voluntários não dormem, é a diferença!!! Esta luta que devia ser de todos mas não é, porque uns trabalham outros estão em concertos!!! acordamos diariamente desiludidos, e quando digo desiludidos e com um sistema inexistente, com um governo incapaz, com uma guerra política vinda de dentro, e acima de tudo com os pontapés no rabo que andam a levar quando são os voluntários que dão a cara por tudo, porque equipas organizadas, do sistema, não existem!!!

Não me vou alongar mais resta apenas apelar que vejam as coisas com olhos de ver, acima de tudo tratado me agradecer aos bombeiros que diariamente vestem a farda com orgulho nela e com vergonha do sistema que pouco ou nada os protege… Pensem! Procurem! Questionem! Mas pessoalmente!!! Porque pelo telefone pagam 23% de IVA!!!

Palavras de Hugo Valente

Já João Carvalho, desabafa no seu perfil de Facebook da seguinte forma:

Nodeirinho no epicentro do tornado de fogo.

Em alguns locais as temperaturas foram superiores a 600º, alumínio e ferro foram derretidos.

Agradecemos á comunicação social terem sido a nossa voz. Quando se diz que está tudo controlado é MENTIRA.

Todas as ajudas das pessoas que nos chegaram de norte a sul com comida fresca e abraços à Junta de Freguesia e Associação da Graça, tem sido incansáveis continuamos a precisar de apoio psicológico contínuo. Os 11 mortos estão enterrados. Mas e os vivos? Quem toma conta deles?

Quem nos apoia a não ser nós uns aos outros? O resto é puro show off.

Sabemos de voluntários que se ofereceram para este trabalho e ainda estão à espera de resposta há uma semana. Vergonha!!!

Palavras de João Carvalho

Também gostaria de publicar o seu artigo de opinião no nosso site? Clique aqui.

Vote nesta opinião

199 pontos
Upvote Downvote

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

COMENTE ESTA OPINIÃO!

Documenta 14 (d14) – O Olimpo da Arte e da Ideologia

O “peido” de Salvador, a diferença entre ver um artista e escutá-lo