in

Homem que regou mulher e filha para as matar saiu em liberdade após silêncio das vítimas em tribunal

O homem de 45 anos que regou a mulher com gasolina para a matar foi libertado depois de ter estado acusado de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada, um de violência doméstica e um de incêndios, explosões e outras condutas especialmente perigosas na forma tentada.

Madalin Ion foi libertado do Estabelecimento Prisional de Beja, depois de um pacto de silêncio familiar combinado pelo arguido e as vítimas.

Em tribunal, tanto o arguido como a mulher e a filha, todos se recusaram a prestar declarações e não restou outra alternativa que não fosse o pedido de extinção da medida de coação.

Nas alegações finais, o procurador do Ministério Público justificou que “a acusação não foi inventada. Quando envolve violência doméstica, há um historial de casos deste género em que as vítimas não falam. Em Portugal é assim, fazem queixa quando estão zangados e depois calam-se”.

O caso ocorreu a 22 de fevereiro quando alegadamente Madalin Ion regou a mulher e o quarto da filha com gasolina para as matar. O filho impediu o progenitor de ter acendido dois isqueiros que tinha nos bolsos.

Concorda com esta libertação?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Bispo do Porto não quer casamentos e batizados enquanto Papa estiver em Portugal

Manchester United anuncia saída de Cristiano Ronaldo