in

Estupidez eléctrica

Não querer continuar a pagar a Contribuição Extraordinária ao Estado português é Política. Estúpida, mas compreensível;

Vender a energia mais cara da Europa aos portugueses é Economia. Estúpida, injusta, inqualificável, mas possível;

Massacrar sem descanso quem vê televisão com aquele anúncio idiota em que surge um tipo a tomar duche e a cantar o “playback” já é assunto Social grave e revela a maior e mais profunda Estupidez e insensatez humana de uma empresa e dos seus gestores num tempo que é de Seca em Portugal e no resto do Mundo.

Trump não é um produto exclusivamente estrangeiro. Mexia ganha, por cá, a Estúpida quantia de 7 mil euros por Dia (leram bem) e, obviamente, porque é que haveria de se preocupar com publicidade em que a empresa que gere tenta vender gás e electricidade com a água a jorrar Estupidamente enquanto um tipo se diverte a cantar no banho com uma orquestra a assistir?…

António Mexia tem um belo currículo: foi vice-presidente do BES, presidente da Galp Energia e antes de chegar à EDP foi Ministro no Governo de Pedro Santana Lopes. Desde o Verão passado, está indiciado por crime de corrupção, passiva, activa e participação económica em negócio. Mas continua na Boa. Só bons exemplos, coisas boas, portanto. Se for condenado vai perder a condecoração que Cavaco lhe concedeu. Que chatice.

João Pedro Martins

Vote nesta opinião

Publicado por João Pedro Martins

João Pedro Martins nasceu em 1967, em Vila Franca de Xira. Jornalista e escritor, deu os primeiros passos na Imprensa Escrita e na Rádio com apenas 17 anos. Rádio Comercial, RTP e TDM (Macau), entre outros, fazem parte do seu percurso.
Livros Publicados: Pedras Soltas - poemas (Fronteira do Caos Editores/2014); A Celebração do Rei Lagarto – romance (Fronteira do Caos Editores/2013); Amor, Meu Grande Amor – romance (Fronteira do Caos Editores/2012); A Promessa – romance (Fronteira do Caos Editores/2010); Segredos – romance (Fronteira do Caos editores/2009); Céu Negro – romance (Fronteira do Caos editores/2008); As Portas ou a morte de um mito – romance (Garrido Editores/2003).
Autor de texto "O Mundo da Lua", em Antologia de Poesia e Prosa (Lua de Marfim Editores, 2014).
Autor da Peça de Teatro: Paquera Cultural, levada à cena em Lisboa e em São Paulo, Brasil, integrada no Festival de Peças de Teatro de Um Minuto em 2013.
Troféu Excelência 2014, em reconhecimento ao valor artístico, da Literarte – Associação de Escritores e Artistas, que fraternalmente congrega artistas de diversas vertentes e entidades culturais do Brasil e do Mundo.
Membro Honorário do Círculo de Escritores Moçambicanos na Diáspora.
Links: Ver Livros - Escritores Online - Conexão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mandatários da república sem mandato qualificado

Mandatários da república sem mandato qualificado

Tensão na Igreja entre progressistas e conservadores

Tensão na Igreja entre progressistas e conservadores