in

Dia de Aulas ao Ar Livre

Créditos da imagem: site da organização portuguesa do Dia de Aulas ao Ar Livre

«Não podemos apenas pensar sobre o tipo de mundo que deixamos às nossas crianças. Temos que pensar que tipo de crianças deixamos ao nosso mundo.» (Dia de Aulas ao Ar Livre – Portugal)

Este ano, o DIA DE AULAS AO AR LIVRE realiza-se a 17 de Maio.

A iniciativa DIA DE AULAS AO AR LIVRE teve início com uma campanha fundada por Anna Portch, em 2012, quando um pequeno número de escolas em Londres celebrou a aprendizagem ao ar livre com o Dia de Esvaziar a Sala de Aula. O número de escolas participantes foi aumentando e em 2015 já eram mais de 600 escolas em 15 países.  Em 2016, torna-se definitivamente um movimento à escala mundial, quando a Project Dirt, uma das organizações fundadoras, estabeleceu uma parceria com a equipa da Unilever’s Dirt is Good. Depois de uma reflexão conjunta entre dirigentes educativos, especialistas em diversão e ONG de todo o mundo, esta campanha tornou-se naquilo que é hoje – o DIA DE AULAS AO AR LIVRE – o qual já registou, até agora, 1, 683, 202 crianças de todo o planeta (cerca de 40,000 em Portugal).

Em Portugal, a campanha é liderada pela Associação Movimento Bloome apoiada por Project Dirt, pela Associação Nacional de Professores e pela equipa Unilever’s Skip.

Esta iniciativa, em franca expansão, pois de ano para ano acusa um aumento significativo do número de participantes, visa celebrar e inspirar as aprendizagens ao ar livre, através da brincadeira. A brincar, as crianças aproveitam a infância e ensina competências de vida essenciais, tais como a resolução de problemas, a criatividade e o trabalho em equipa. Existe um maior entusiasmo dos alunos pelas actividades dinamizadas e, como consequência, um ambiente educativo mais propício às aprendizagens, as quais serão diferentes nesse dia.

Assiste-se, assim, aos seguintes benefícios, tendo em conta as avaliações realizadas pelos intervenientes – alunos, educadores e professores:

– incremento das capacidades sociais;

– melhoria da capacidade de resolver problemas;

– desenvolvimento de ferramentas de trabalho em equipa;

– maior conhecimento e respeito pela natureza;

– desenvolvimento de aprendizagens cooperativas e fomento da amizade entre pares;

– experiências significativas e divertidas que ficam para a vida.

Aproveitar a infância e a juventude é o lema do DIA DE AULAS AO AR LIVRE!

Adília César

Também gostaria de publicar o seu artigo de opinião no nosso site? Clique aqui.

Vote nesta opinião

1 ponto
Upvote Downvote

Publicado por Adília César

Educadora de infância e formadora no âmbito da Didáctica das Expressões Artísticas, sendo Mestre em Teatro e Educação. Publicou dois livros de poesia: “O que se ergue do fogo”(2016) e “Lugar-Corpo”(2017) e tem colaborações dispersas em revistas, magazines e poezines, nomeadamente: LÓGOS – Biblioteca do Tempo, Eufeme, Piolho, Estupida, Debaixo do Bulcão, Enfermaria 6 e Nova Águia, além de ensaios e artigos de opinião. É co-coordenadora do projecto literário “LÓGOS – Biblioteca do Tempo” e co-directora editorial da revista com o mesmo nome.

Bruno não sejas mau para mim

Considerações sobre o Teatro para a Infância