in

Condutor alcoolizado que deu origem ao acidente de Sara Carreira foi ilibado

O condutor do carro que deu origem ao choque em cadeia e ao acidente que acabou por vitimar Sara Carreira foi ilibado pelo Ministério Público.

O Ministério Público (MP) considerou que o condutor não teve culpa direta no desfecho do acidente.

Tony Carreira e a mulher, Fernanda, tinham pedido que o condutor fosse julgado pelo crime de homicídio por negligência grosseira.

Paulo Neves seguia a 30 Km/h em plena auto-estrada e com uma taxa de 1,18 g/l de álcool no sangue.

“Da dinâmica do acidente não se indiciam factos que permitam imputar ao arguido Paulo Neves o resultado morte da vítima Sara Antunes, ao contrário do que sucede relativamente aos arguidos Cristina Branco e Ivo Lucas”, pode ler-se no despacho revelado pelo Correio da Manhã.

Ivo Lucas e Cristina Branco foram acusados do crime de homicídio por negligência.

Concorda com esta decisão do Ministério Público?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Elma Aveiro condenada a pagar 28 mil euros de indemnização a funcionária

Portugal é o segundo país da zona Euro onde menos rende ter dinheiro depositado no banco