in

Carta aberta a João Félix: Vai e boa sorte…

Confesso-te que ainda tive esperança que ficasses. Mais um ano, pelo menos. Mas os milhões falaram mais alto.

Não me interpretes mal. Entendo que seria difícil resistir a tanto assédio. Mas, ainda assim, esperava que ficasses.

Porque acho que só terias a ganhar com isso. Afinal, tinhas acabado de chegar, ainda mal te tinhas mostrado…
Mas não. Tu resolveste partir. Prematuramente, diria.

Eu sei, nem sequer vais ler isto. Mas, se por acaso, estas linhas te chegarem de alguma forma, quero que saibas que te desejo toda a sorte do mundo. A sério. Oxalá as coisas te corram bem. Tu mereces. Portugal também. Espero que delicies todos quantos te forem ver nesses estádios por onde te vais exibir.

Mas devias ter ficado. Para ganhares mais experiência, para consolidares processos, para melhorares em tanta coisa que ainda te falta aprender. Sim meu caro João, ainda não sabes tudo do jogo!…

No Benfica, terias a oportunidade de crescer mais. Junto dos teus, com o carinho dos teus adeptos. Estarias na tua zona de conforto e ser-te-ia mais fácil evoluíres. Talvez até ‘explodisses’ ainda mais.
Mas tu – ou alguém por ti – achou que o melhor seria partires já. Agora.

Oxalá tudo te corra bem. Oxalá não tropeces. Vão exigir-te o Mundo, espero que tenhas noção disso. Espero que estejas à altura dos acontecimentos e que não abanes.

Espero também que não te iludas nem te deslumbres. Ainda não és o melhor do mundo. Vais falhar algumas vezes, as bolas nem sempre vão entrar na baliza, os passes nem sempre vão sair bem e nem sempre vais dar espectáculo. Espero que estejas preparado para a exigência que tens em cima dos ombros. Não vais ter o Bruno Lage para te dar um abraço quando as coisas correrem menos bem. Os adeptos do teu novo clube talvez não tenham a mesma paciência se tardares em corresponder às expectativas. Só espero que estejas preparado para isso.

Deixa-me dizer-te que nunca esperei que fosses para o Atlético de Madrid. Na minha opinião – que eu sei que não te diz nada –  não é o melhor clube para ti.

O teu futebol, baseado na técnica e no ataque, é diferente da filosofia de Diego Simeone, o teu novo treinador. Como certamente saberás, ele gosta de equipas compactas em que a defesa é o principal. Oxalá saiba dar-te asas e não te prenda os movimentos. Mas tenho dúvidas. Acho que serias muito mais feliz no Manchester City.

Pep Guardiola sim, iria aproveitar – e potenciar – toda a qualidade que tens. Serias integrado numa equipa de artistas e terias tudo para brilhar.

No Atlético de Madrid acho que serás vitima de um modelo de jogo que não favorece as tuas características. Certamente te lembras do que aconteceu com Nico Gaitan e com Gelson Martins. Dois artistas como tu que não resultaram na equipa de Simeone. Por outro lado, terás a complicada tarefa de fazer esquecer Griezman. E vão cobrar-te. Ai vão, vão…Oxalá te aguentes.

Se ficasses no Benfica mais uma época, tinhas tudo para continuares a ganhar títulos. Mais experiente, mais entrosado com os teus companheiros e com a dinâmica de vitória da época passada, certamente que ias ter mais conquistas.

Acreditas mesmo que é no Atlético de Madrid que vais ganhar títulos!? Pode até ser, mas com Barcelona e Real Madrid, acho que será complicado. O teu novo clube morre na praia quase sempre. Portanto, na vertente desportiva, não foi a melhor opção. Mas eu entendo, é muito dinheiro.

Se alguma vez jogares contra o Benfica vou querer que percas. Também não vou torcer pelo Atlético.
Mas vou torcer por ti. Prometo.

Também gostaria de publicar o seu artigo de opinião no nosso site? Clique aqui.

Vote nesta opinião

5 pontos
Upvote Downvote

Publicado por Pedro Guináz

Este é um espaço dedicado ao futebol. De um adepto de bancada. Sem grandes teorias, sem pretensões e sem guerras inúteis.  De um fã de bons jogadores e do futebol jogado. Com paixão, mas sem clubismo. Um olhar simples sobre o 'futebolês'.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Loading…

0

COMENTE ESTA OPINIÃO!

Uma espécie de Campeão da Europa a dobrar...

Uma espécie de Campeão da Europa a dobrar…

Três actos revolucionários para SER FELIZ